Poupança de energia com soluções de vácuo otimizadas para cozedura por vácuo e secagem por congelamento

A Oerlikon Leybold Vacuum exibe soluções de vácuo para processamento de alimentos no CFIA Rennes, França e no ANUGA Foodtec, Alemanha. A Oerlikon Leybold Vacuum está fornecendo soluções de vácuo avançadas para a indústria de processamento alimentar. Além da aplicações no empacotamento alimentar, outras aplicações alimentares como a Cozedura por Vácuo e Secagem por Congelamento estão ganhando cada vez mais dinâmica, requerendo agora maior foco em soluções de vácuo rápidas e energicamente eficazes que estão substituindo equipamento envelhecido de alta manutenção em plantas de processamento alimentar mais antigas.

Começando em 2015, a Oerlikon Leybold Vacuum recebeu uma grande encomenda por parte de um fabricante suíço de equipamentos. A empresa é líder mundial em tecnologia alimentar e desenvolveu vários métodos para processar alimentos sob vácuo, introduzindo melhorias significativas na qualidade dos produtos e do processo. Os modelos de bomba criados pela Oerlikon Leybold Vacuum serão implementados no sistema de congelamento por vácuo de um fornecedor alemão que produz vinte toneladas de pó de café instantâneo por dia.

Bombas de vácuo modernas, de concepção muito compacta, alta eficiência e possibilidade de aplicação de um conversor de frequência externo (como a série RUVAC WH) correspondem quase na perfeição às exigências do cliente. Estas bombas podem ser integradas por ex. no sistema atual de congelamento por vácuo, o que conduz a poupanças consideráveis em termos de custos energéticos. Ao mesmo tempo, estas bombas proporcionam uma velocidade de bombeamento mais alta, proporcionando ao cliente uma atualização necessária para a sua produção bem como uma maior flexibilidade.

Outros métodos de processamento alimentar também terão vantagens ao aplicar a tecnologia de vácuo moderna, como acontece no condicionamento por vácuo para o cozimento industrial do pão. Aqui, são aplicados alguns princípios físicos simples. À pressão atmosférica, a água ferve a 100 ° C. Diminuindo a pressão atmosférica, o ponto de ebulição também diminui. Se a pressão estiver a 42 mbar, a água já evapora a 30 ° C, a energia necessária para cozedura provém do produto ainda quase morno cozido no forno. Se o material cozido estiver sujeito a esfriamento por vácuo, isto é feito em 2 - 6 minutos, com a retirada constante do conteúdo de água, o que previne a possível condensação (a chamada gelatinização do produto).

Isto tecnologia de cozedura baseada em vácuo oferece vantagens significativas aos fabricantes de planta, produtores, padeiros e consumidores. Sendo que os clientes podem comprar produtos perfeitamente bem cozidos a quase toda a hora, os canais de fabrico e de distribuição estão poupando dinheiro, visto que são possíveis reduções significativas de custos em termos de logística, pegada da planta e otimização de economias de trabalho. Dependendo da disposição da planta, as reduções de custo podem alcançar os 50%.

A tecnologia de vácuo com soluções de bombas modernas permite portanto um aumento significativo na qualidade e produtividade, e realça o potencial para melhorias em termos de tempo de produção, infraestrutura, recursos humanos, despesas de logística, matérias-primas e consumo energético.

A confiança comprovada das combinações variáveis das bombas seladas a óleo SOGEVAC e RUVAC com as modernas bombas DRYVAC de compressão a seco, combinadas com um conceito técnico atualizado, asseguram uma otimizada estabilidade do processo.